segunda-feira, 11 de junho de 2012

PSICOPATOLOGIA NA GESTALT- TERAPIA



        Na gestalt o homem é visto em sua singularidade que aponta para o fato que sintomas semelhantes apresentam-se em clientes diferentes, com histórias e campos diferentes, portanto com significados diferentes.
        De acordo com Erthal (1983), o problema da classificação psiquiátrica parece residir numa única premissa: existem comportamentos anormais que precisam ser categorizados em prol de mérito moral. Igualar o comportamento humano a um evento natural, igual a qualquer outro, impõe um status moral nessa premissa, justificando todo o tipo de classificação. Encaixá-lo em algo pré- moldado é mais fácil do que descobri-lo sobre seu próprio molde, é algo que se tem controle.
Como explicita Barroso a fenomenologia nos faz  substituição de insustentáveis certezas por reais indagações, a substituição de uma velada concepção normativa e fragmentada por uma visão unitária da existência humana.

Caso se interesse pelo trabalho entre num dos links listados para baixar ou ler online

http://www.4shared.com/office/Dffxi_VC/PSICOPATOLOGIANAGESTALT-TERAPI.html?

http://psikke.com.br/file/view/73761/psicopatologia-na-gestalt-terapia

http://issuu.com/tiagomalta/docs/psicopatologianagestalt-terapia

http://pt.scribd.com/doc/94535171/PSICOPATOLOGIANAGESTALT-TERAPIA

http://www.myebook.com/index.php?option=ebook&id=129531

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfKS0AC/psicopatologianagestalt-terapia

Nenhum comentário:

Postar um comentário