quarta-feira, 15 de março de 2017

Antropologia (Resumo Feliz) - Tiago Malta


Este é apenas um breve texto introdutório sobre o que é a Antropologia e sobre alguns temas abordados pela mesma. Comecei a usar o termo “Resumo Feliz” ainda na minha vida acadêmica (2002) e eram meus primeiros textos produzidos com o intuito de estudar para as provas do curso de psicologia.








quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Doenças Ocupacionais


Uma pessoa passa maior parte da sua vida em um ambiente de trabalho, o que significa que é necessário ter boas condições físicas e mentais neste local, para garantir uma boa qualidade de vida entre os colaboradores, esse texto é apenas um breve ensaio sobre as Doenças ocupacionais, como estamos expostos a ela dia a dia em nossas atividades laborais e como podemos evita-las.



Pdf no ebah






sexta-feira, 8 de julho de 2016

Gestalt: Uma Terapia Do Contato (Fichamento)




Sobre o livro: O best-seller francês sobre a Gestalt. Um livro claro e documentado, teórico e prático, que se tornou a obra de referência sobre uma terapia que é também uma intervenção psicossocial e educativa, ou seja, uma arte de viver. Destinada tanto ao grande público quanto aos especialistas em ciências humanas e em psicologia.

Sobre os Autores:
Anne Ginger é uma Gestalt terapeuta, professora de psicoterapia, sendo uma das precursoras da Gestalt na França. Em 1980, com Serge Ginger, ela fundou a Escola de Paris de Gestalt Terapia (École Parisienne de Gestalt ou EPG que é hoje um dos mais importantes Institutos de formação de psicoterapeuta na Europa (treinando 1.400 psicoterapeutas em cinco anos).


Serge Ginger é um psicólogo clínico e professor de psicoterapia. Ele trabalhou durante vários anos (1974 - 1980), como perito-chefe para a UNESCO, no campo da Educação Especial e Psicologia. Ele foi treinado em Psicodrama (desde 1959), Psicanálise (desde 1968) e Gestalt Terapia (desde 1970). Ele é o fundador (com sua esposa Anne Ginger) da Escola de Paris de Gestalt Terapia. Sendo eleito Presidente Honorário da Associação Européia de Psicoterapia (EAP).

terça-feira, 9 de junho de 2015

Resenha de “A beleza e Suas Zonas de Sombra”


Para baixar a versão em pdf:

O Corpo em Movimento

O Texto inicia mostrando alguns hábitos adotados pelas mulheres do século XIX no Brasil para se tornarem mais bonitas, segundo a visão romântica da época. Com a utilização de certas maquiagens para dar um ar pálido. Enquanto isso nascia “na Europa os Ginásios, os professores de ginástica, os manuais de medicina que chamavam a atenção para as vantagens físicas e morais dos exercícios. Os novos métodos de ginástica investiam em potencializar as forças físicas, distanciando do maneirismo aristocrático da equitação e da esgrima, ou da brutalidade dos jogos populares”. Houvera grande controvérsia em tais atividades pudessem ser feitas por mulheres ou se não estariam indo contra as leis dos bons costumes. Porem, muitos médicos e higienistas se puseram a favor destas praticas como um hábito saudável, ou seja “a elegância feminina começou a rimar com saúde”.

Corpo Esculpido
A pratica esportiva foi introduzida por imigrantes, e representantes da oligarquia em contato com a moda européia. “A pratica desportiva era destinada a combater o ócio e os hábitos mundanos da juventude”. A apesar de começarem a ser vistas com um pouco mais de freqüência, o papel das mulheres era de fato estar em casa, porém começavam a ganhar valores de consumo. Começa a haver consumismo de produtos importados, com os primeiros cosméticos industrializados, vestidos e até roupas intimas. “Costureiros e chapeleiros de origem estrangeira, instalam-se com suas lojas. Anúncios em francês visavam atrair a clientela mais sofisticada”. Dando cada vez mais embasamento de como as mulheres deveriam se apresentar a sociedade, cada vez se preocupando com a exposição do corpo. Com uma ênfase num jovialismo que fariam de tudo para tentar burlar a velhice.
Junto com a chegada do cinema americano nos primeiras décadas do século XX, começaram a aparecer novas imagens femininas substituindo a tradição parisiense. E o culto a jovialidade é acentuado mais, pois começa a se tornar perda de prestigio envelhecer, começa também a haver discrimino com a obesidade, a tornando associada à feiúra.  

Nasce a “Louraça-Belzebu”

            O culto a mulher loira tem inicio da importação das bonecas francesas de porcelana, para substituir as bonecas de pano das meninas ricas. E depois das bonecas, foi a chegadas da mimis, prostituas estrangeira, com cabelos loiros e pele branca. Logo em seguido este costume fora reforçado pela preocupação do branqueamento da nova republica que esta nascendo, afim de que se se torna “melhor” ainda mais com a chegada de imigrantes provenientes de paises europeus.

Abaixo as “Barbies”!
            Nesta parte do texto a autora demonstra como se apresenta a “histeria” na ânsia de nossa sociedade de ter de colocar como primeiro plano a busca de semblante físico perfeito, padronizado e homogeneizado, e faz uma critica a marginalização do brasileiro ao mestiço, que é um paradoxo, já que é totalmente incoerente já que somos um povo mestiço.


*Texto original publicado no livro “Corpo a Corpo com aMulher” de “Mary Del Priore”.

Fonte da imagemhttp://noticiajato.com.br/

terça-feira, 12 de maio de 2015

OS PRIMORDIOS DA TERAPIA COGNITIVA


Num determinado momento histórico a visão da ciência clássica se torna enfraquecido. Além disso, no que diz respeito ao behaviorismo clássico o comportamento realmente não se mostrou como podendo dar conta da cognição humana. Para equacionar o problema da cognição que escapava às formulações estritamente...











sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Amnésia politica

Amnésia política

12 anos de governança de uma nação com o mesmo partido político, o mesmo grupinho de pessoas, e esta se pensando em ir pra mais 4???

Se isso não se chama ditadura, eu não sei qual é o nome, só sei que não é democracia...

O que atrapalha é que muitas ditaduras não são militares, elas podem passar despercebidas, algumas acontecem de formas mais aporéticas, acorrentando apenas a cabeça dos pensantes...         

Eu sei que tenho um grande defeito, eu tenho uma excelente memória, e vejo que muitos que um ano atrás escreviam "fora Dilma", agora escrevem "Dilma Forever".

Sinceramente, eu tenho inveja dessas pessoas, eu tenho inveja de quem esquece, eu tenho inveja de quem apanha e depois nem liga...

Que ser maravilhoso é uma barata , que após 3 segundos esquece o que estava fazendo, mas mesmo assim sobrevive em uma hecatombe nuclear.

(Tiago Malta – Rio de Janeiro 10, de Outubro de 2014)

terça-feira, 7 de outubro de 2014

EU e TU - Martin Buber (fichamento)

Sobre o Livro: Eu e Tu (escrito em 1923) foi considerado um dos maiores livros do século XX em lista elaborada por Mortimer Jerome Adler e publicada na Revista Time, de 7 de março de 1977.


Sobre o Autor: Filósofo, teólogo, professor e educador. Nascido em Viena, foi um dos grandes pensadores do sionismo. Ex-editor do semanário Die Welt, principal órgão de imprensa dos sionistas, e da revista Der Jude, publicação mensal dedicada à comunidade judaica alemã, foi professor da Universidade de Frankfurt am Main. Renunciou logo depois da ascensão de Adolf Hitler ao poder, em 1933. Proibido de dar palestras, ainda fundou um centro de ensino judaico em plena Alemanha nazista. Abandonou o país um ano antes do começo da II Guerra, em 1938. Desde então, morou em Jerusalém, onde foi um dos expoentes do movimento pelo binacionalismo, a defesa de um país habitado tanto por judeus como por árabes. Em 1946, publicou o livro Caminhos da Utopia, em que detalha sua visão de uma Terra Santa compartilhada pelos dois povos dentro das mesmas fronteiras. Morreu em 1965