terça-feira, 25 de julho de 2017

Pesquisa Imaginativa “ O Mundo Sem Meias”


Esta pesquisa foi realizada entre os dias 04 e 5 de Setembro de 2014, com o objetivo de traçar uma percepção ideativa de como pessoas responderiam o seguinte questionamento “Se não existissem meias no mundo o que aconteceria?”.

Entendam que está não é uma pesquisa com cunho acadêmico, apenas busquei tentar responder da melhor maneira possível esse questionamento que chegou para mim e foi feito por uma criança...












terça-feira, 27 de junho de 2017

GESTALT-TERAPIA: REFAZENDO UM CAMINHO (Fichamento)






Fichamento do Livro do Grande mestre Jorge Ponciano, apenas para dar um gostinho, mas não deixem de ler o livro na integra.

Sobre O Livro: Gestalt-terapia – Refazendo um caminho é o primeiro livro nacional de epistemologia gestáltica e tornou-se fundamental por sua apresentação crítica dos pressupostos teóricos dos quais a Gestalt-terapia emana, enraizando e organizando a lógica de seus fundamentos.

Sobre o Autor
Jorge Ponciano, Graduado em filosofia, em teologia, é psicólogo clínico, Doutor em Psicologia pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma/Itália, Professor Titular Emérito da Universidade de Brasília/DF e da Unimontes/MG. Dois Pós-doutorados na Inglaterra. Formação didática em Psicoterapia Analítica de Grupo e em Gestalt-Terapia. Autor de onze livros e de capítulos de livros, publicados no Brasil e no exterior. Entre eles: “ Gestalt-terapia. Refazendo um Caminho”,“Holismo Ecologia e Espiritualidade”, “Conceito de Mundo e de Pessoa em Gestalt-terapia, Psicoterapia: teorias e técnicas Psicoterápicas”. Charter Member do The International Gestalt Therapy Association. “Fundador e Presidente do Instituto de Gestalt-Terapia de Brasília/DF.


Para Comprar o Livro:

quarta-feira, 15 de março de 2017

Antropologia (Resumo Feliz) - Tiago Malta


Este é apenas um breve texto introdutório sobre o que é a Antropologia e sobre alguns temas abordados pela mesma. Comecei a usar o termo “Resumo Feliz” ainda na minha vida acadêmica (2002) e eram meus primeiros textos produzidos com o intuito de estudar para as provas do curso de psicologia.








quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Doenças Ocupacionais


Uma pessoa passa maior parte da sua vida em um ambiente de trabalho, o que significa que é necessário ter boas condições físicas e mentais neste local, para garantir uma boa qualidade de vida entre os colaboradores, esse texto é apenas um breve ensaio sobre as Doenças ocupacionais, como estamos expostos a ela dia a dia em nossas atividades laborais e como podemos evita-las.



Pdf no ebah






sexta-feira, 8 de julho de 2016

Gestalt: Uma Terapia Do Contato (Fichamento)




Sobre o livro: O best-seller francês sobre a Gestalt. Um livro claro e documentado, teórico e prático, que se tornou a obra de referência sobre uma terapia que é também uma intervenção psicossocial e educativa, ou seja, uma arte de viver. Destinada tanto ao grande público quanto aos especialistas em ciências humanas e em psicologia.

Sobre os Autores:
Anne Ginger é uma Gestalt terapeuta, professora de psicoterapia, sendo uma das precursoras da Gestalt na França. Em 1980, com Serge Ginger, ela fundou a Escola de Paris de Gestalt Terapia (École Parisienne de Gestalt ou EPG que é hoje um dos mais importantes Institutos de formação de psicoterapeuta na Europa (treinando 1.400 psicoterapeutas em cinco anos).


Serge Ginger é um psicólogo clínico e professor de psicoterapia. Ele trabalhou durante vários anos (1974 - 1980), como perito-chefe para a UNESCO, no campo da Educação Especial e Psicologia. Ele foi treinado em Psicodrama (desde 1959), Psicanálise (desde 1968) e Gestalt Terapia (desde 1970). Ele é o fundador (com sua esposa Anne Ginger) da Escola de Paris de Gestalt Terapia. Sendo eleito Presidente Honorário da Associação Européia de Psicoterapia (EAP).

terça-feira, 9 de junho de 2015

Resenha de “A beleza e Suas Zonas de Sombra”


Para baixar a versão em pdf:

O Corpo em Movimento

O Texto inicia mostrando alguns hábitos adotados pelas mulheres do século XIX no Brasil para se tornarem mais bonitas, segundo a visão romântica da época. Com a utilização de certas maquiagens para dar um ar pálido. Enquanto isso nascia “na Europa os Ginásios, os professores de ginástica, os manuais de medicina que chamavam a atenção para as vantagens físicas e morais dos exercícios. Os novos métodos de ginástica investiam em potencializar as forças físicas, distanciando do maneirismo aristocrático da equitação e da esgrima, ou da brutalidade dos jogos populares”. Houvera grande controvérsia em tais atividades pudessem ser feitas por mulheres ou se não estariam indo contra as leis dos bons costumes. Porem, muitos médicos e higienistas se puseram a favor destas praticas como um hábito saudável, ou seja “a elegância feminina começou a rimar com saúde”.

Corpo Esculpido
A pratica esportiva foi introduzida por imigrantes, e representantes da oligarquia em contato com a moda européia. “A pratica desportiva era destinada a combater o ócio e os hábitos mundanos da juventude”. A apesar de começarem a ser vistas com um pouco mais de freqüência, o papel das mulheres era de fato estar em casa, porém começavam a ganhar valores de consumo. Começa a haver consumismo de produtos importados, com os primeiros cosméticos industrializados, vestidos e até roupas intimas. “Costureiros e chapeleiros de origem estrangeira, instalam-se com suas lojas. Anúncios em francês visavam atrair a clientela mais sofisticada”. Dando cada vez mais embasamento de como as mulheres deveriam se apresentar a sociedade, cada vez se preocupando com a exposição do corpo. Com uma ênfase num jovialismo que fariam de tudo para tentar burlar a velhice.
Junto com a chegada do cinema americano nos primeiras décadas do século XX, começaram a aparecer novas imagens femininas substituindo a tradição parisiense. E o culto a jovialidade é acentuado mais, pois começa a se tornar perda de prestigio envelhecer, começa também a haver discrimino com a obesidade, a tornando associada à feiúra.  

Nasce a “Louraça-Belzebu”

            O culto a mulher loira tem inicio da importação das bonecas francesas de porcelana, para substituir as bonecas de pano das meninas ricas. E depois das bonecas, foi a chegadas da mimis, prostituas estrangeira, com cabelos loiros e pele branca. Logo em seguido este costume fora reforçado pela preocupação do branqueamento da nova republica que esta nascendo, afim de que se se torna “melhor” ainda mais com a chegada de imigrantes provenientes de paises europeus.

Abaixo as “Barbies”!
            Nesta parte do texto a autora demonstra como se apresenta a “histeria” na ânsia de nossa sociedade de ter de colocar como primeiro plano a busca de semblante físico perfeito, padronizado e homogeneizado, e faz uma critica a marginalização do brasileiro ao mestiço, que é um paradoxo, já que é totalmente incoerente já que somos um povo mestiço.


*Texto original publicado no livro “Corpo a Corpo com aMulher” de “Mary Del Priore”.

Fonte da imagemhttp://noticiajato.com.br/

terça-feira, 12 de maio de 2015

OS PRIMORDIOS DA TERAPIA COGNITIVA


Num determinado momento histórico a visão da ciência clássica se torna enfraquecido. Além disso, no que diz respeito ao behaviorismo clássico o comportamento realmente não se mostrou como podendo dar conta da cognição humana. Para equacionar o problema da cognição que escapava às formulações estritamente...